Text Resize

-A +A

Artigos

Cães auxiliam na alfabetização de crianças e estimulam a prática de leitura

Apesar deste tema ser frequentemente apresentado como “educação assistida por animais” e/ ou “terapia assistida por animais” devemos entendê-lo como uma estratégia pedagógica programada. Nesse sentido também poderíamos utilizar coelhos, gatos, cobaias e os próprios pais das crianças. Mas digam lá: quem superaria o cão nessa tarefa? Quem seria capaz de lançar aquele olhar de “estou prestando atenção”?

Programas de “alfabetização assistida” utilizando-se cães já vem sendo utilizado em vários países, como Canadá, EUA, Austrália, Reino Unido, Alemanha e Índia. Em geral os textos encontrados na internet citam os estudos que foram desenvolvidos na Universidade de Alberta, localizada na cidade de Edmonton, província de Alberta, no Canadá, particularmente, com a tese de Doutorado da pesquisadora Lori Friense, defendida em 2012. Neste trabalho a Dra. Friensen constatou um efeito significativo da utilização dos cães Tango e Sparky, no processo de ensino e aprendizado e na prática de leitura de crianças sendo alfabetizadas.

 

 

                                 ....Mas digam lá: quem superaria os cães nessa tarefa? Quem seria capaz de lançar aquele olhar de “estou prestando atenção”?

 

 

O contato e o cuidar dos animais já produzem efeitos benéficos na formação de valores das crianças tais como autoconfiança, solidariedade, trabalho em equipe, responsabilidade e reconhecimento de limites. Porém a inserção do cão, como coadjuvante do processo, vai além pois funciona como elemento motivador, de pertencimento. Tudo isso facilita a intervenção dos educadores no sentido de envolver a criança com o processo de construção do próprio aprendizado para que ela se torne sujeito ativo e não objeto desse aprendizado.

Consciente de que o contato com os animais de companhia incentiva o desenvolvimento moral, espiritual e pessoal das crianças, traz benefícios sociais para a comunidade escolar e amplia as oportunidades de aprendizagem, a International Association of Human-Animal interaction Organizations (IAHAIO), em sua conferência anual, realizada no Rio de Janeiro no ano de 2001, estimulou a participação dos cães como estratégia pedagógica, no processo de ensino e aprendizagem(Link aqui).

No Brasil, salvo melhor juízo, a utilização de cães nas escolas ainda está mais vinculada a ideia de terapia assistida e a noções de bem-estar e posse irresponsável do que propriamente como uma estratégia incluída nos projetos pedagógicos das escolas

Autor:
*Irineu Machado Benevides Filho
* Medico Veterinário, Doutor em Genética e especialista em Gestão Empresarial

 

Total de votos: 238
CAPTCHA
Esta ferramenta é para testar se você é um visitante humano e evitar submissões automatizadas de spam. (Marque a caixa abaixo)