Text Resize

-A +A

Artigos

Mordida de Cachorro - cuidados e orientações

Independentemente da raça e da personalidade dos cães os acidentes com mordidas são sempre um risco, tanto para os homens como para outros animais.

Apesar da Raiva ainda ser a maior preocupação dos indivíduos com relação a ocorrência de acidente com mordeduras de cães (e com toda a razão visto ser uma zoonose fatal), as complicações mais frequentes das mordidas de cachorro estão relacionadas as infecções bacterianas das feridas, principalmente naquelas feridas penetrantes pois, além das dificuldades de limpeza, a inoculação de bactérias presentes na boca dos cães se dá de forma mais profunda. 

A primeira providência após uma mordida de cachorro é proceder uma rigorosa limpeza da ferida com água e sabão pois, por suas propriedades, o sabão atua como agente profilático da Raiva. Após essa limpeza é muito importante que as pessoas e os animais que tenham sofrido esse tipo de acidente sejam rapidamente encaminhadas para o atendimento médico para que recebam o tratamento adequado.

Em seres humanos os achados clínicos da mordedura do cão será função de aspectos ligados ao animal agressor (tamanho, raça e temperamento do animal), da natureza do ataque e das características do agredido (tamanho, idade...)

Todo indivíduo mordido por um cão deve, primeiramente, tentar obter a carteira ou comprovante de vacinação do animal. Caso o cachorro esteja com a vacina em dia, não há necessidade de qualquer tratamento, a não ser que o animal passe a apresentar sintomas da raiva poucos dias depois da mordida. No caso de o cachorro não ter sido vacinado recomenda-se observá-lo por 10 dias (tempo máximo de evolução da doença no Cão). Se nesse período o cachorro não apresentar os sintomas da raiva não haverá risco algum de tê-la transmitido.

Caso não se possa identificar o animal, as medidas preventivas devem ser iniciadas imediatamente

Já os cães e os gatos vitimados por mordeduras devem ser medicados com urgência. Na clínica veterinária os animais terão seus sinais vitais avaliados e sofrerão uma rigorosa avaliação física para verificação da extensão do problema pois, devido terem uma pele bastante elásticas, nem sempre a real extensão das lesões é notada com observações superficiais. Nesse caso é grande o risco de se descartar a possibilidade de graves lesões subcutâneas e musculares.

Bactérias mais comuns nas infecções por mordeduras de cães:

Streptococcus 
Bacteroides    
Clostridium
Enterobacter
Moraxella
Pasteurella 
Prevotella
Staphylococcus 
Proteus
Fusobacterium
Haemophilus
Klebsiella

Neisseria

Corynebacterium

 

Bactérias mais comuns nas infecções por mordeduras de gatos

Clostridium
Staphylococcus 
Streptococcus
Pasteurella
Bacteroides
Fusobacterium
Actynomices
Fusobacterium

Irineu M. Benevides Filho*

Méd. Veterinário, Doutor em Genética e Especialista em gestão

Total de votos: 429

Comentários

busquepets

A primeira providência após uma mordida de cachorro é proceder uma rigorosa limpeza da ferida com água e sabão pois, por suas propriedades, o sabão atua como agente profilático da Raiva. Após essa limpeza é muito importante que as pessoas e os animais que tenham sofrido esse tipo de acidente sejam rapidamente encaminhadas para o atendimento médico para que recebam o tratamento adequado. Do artigo do Dr. Irineu excelente texto.

qua, 10/05/2017 - 18:26
CAPTCHA
Esta ferramenta é para testar se você é um visitante humano e evitar submissões automatizadas de spam. (Marque a caixa abaixo)